jusbrasil.com.br
23 de Junho de 2021

Existe fórmula mágica para uma advocacia de sucesso? - Parceria Alice Aquino

Maico Volkmer, Advogado
Publicado por Maico Volkmer
há 9 meses

Texto escrito por Alice Aquino e Maico Volkmer.

Advocacia empreendedora e advocacia de “sucesso” são coisas totalmente diferentes. Vamos iniciar com essa frase para já deixar bem claro o que temos a dizer.

Empreendedorismo não tem necessariamente relação com sucesso, já que esse resultado, apesar de ser o objetivo do primeiro, não é garantido.

Seja cético quando te dizem que você vai faturar milhões comprando um curso de advocacia empreendedora. Nada acontecerá se você não colocar em prática o conhecimento adquirido. É o primeiro ponto.

O projeto de escrever sobre isso estava há meses em nossos planos.

Ficamos pensando se éramos os únicos a pensar sobre o assunto...

Mas foi aí que, diante de tantos relatos em grupos de Facebook, perfis de Instagram e conversando com colegas, percebemos que mais pessoas pensam assim.

Você advogado, quantas vezes já viu anúncio de curso no seu feed do Instagram ou do Facebook?

Por dia, nas minhas redes sociais (Alice) aparecem cerca de 3 a 5 anúncios. Nas minhas, não é diferente (Maico). Há algumas semanas até questionei um desses posts lá no meu LinkedIn. Todos de cursos sobre como ter um escritório de sucesso, como ter dinheiro rápido na advocacia e muitos outros.

Somos contra cursos? Definitivamente não.

Somos pessoas viciadas em conteúdo de qualidade.

Infelizmente nem todos os projetos no mercado oferecem isso.

Quando nos formamos, é comum comprar aquele monte de qualificações (a maioria a um custo alto), porque queremos ter sucesso. O sucesso deve ser instantâneo!

Acreditamos que depois de nos formar as pessoas irão nos procurar aos montes precisando de serviços jurídicos e que com 10 anos de trabalho vamos nos aposentar, ir morar na beira da praia e usufruir do dinheiro conquistado ao longo destes poucos anos de trabalho árduo.

Mas a realidade não é, nem de longe tão romântica!

Você se cobra, se frustra, se imagina um fracassado porque os outros advogados parecem estar anos-luz a sua frente.

Mas, sinceramente colega: advocacia de sucesso é você ser você mesmo. Você nem sabe se todo aquele sucesso é verdadeiro e se aquele carrão está pago e foi conquistado com o dinheiro da advocacia ou vem de outros negócios que o profissional faz. Ou pior ainda… Se o jeito de advogar está de acordo com a ética que a profissão exige!

Criou-se uma grande ilusão em torno da advocacia, esse artigo pode refrescar a memória:

Advocacia real em todas as suas formas. Qual é a sua?

Advogado tem que ter centenas de processos, faturar mais de 5 dígitos por mês e viver uma vida “instagramável”.

Vocês também fazem isso nas redes sociais, não sejam hipócritas”.

Mas, eu (Alice) já contei que minhas fotos são tiradas em salas alugadas e não me preocupo com isso. Não vou negar que eu (Maico) também vendo sucesso, principalmente no LinkedIn, mas nem de longe estou com a vida resolvida ou faturando 10k por mês. Se alguém tem essa impressão, não é o que quero passar. Quero mostrar que é possível, mas que ninguém precisa (e não vai) ter sucesso do dia para a noite.

A realidade é que a cada dia os advogados estão lançando mais cursos, dizendo que sua advocacia é de sucesso, quando na verdade o lucro vem da venda de cursos e não do trabalho jurídico.

Exemplos não faltam, mas não vamos apontar o dedo para ninguém. Cabe a cada um fazer esse “filtro” e separar o que é verdade do que é ilustrativo.

Tem problema nisso? Depende do que você quer enxergar.

Nós preferimos comprar cursos de pessoas sinceras.

Posso falar isso (Alice) porque já comprei mais de cinco cursos desse formato e em todas as contratações pedi a devolução do dinheiro dentro da garantia porque o conteúdo deixou a desejar.

Sinceramente, apenas um curso que comprei senti que o conteúdo era bom e estou satisfeita até hoje (sim, eu não pedi estorno, mas consegui encontrar depois de dois longos anos de procura).

Algumas pessoas podem se sentir ofendidas e dizer:

Mas eu comprei o curso ou a mentoria de fulano e me ajudou muito

Ok, mas você acha que todos os cursos do mercado são assim? Todos que vendem sucesso tem qualidade?

E você acredita que todos que “vendem” o sucesso conseguiram alcançá-lo? Nunca vi os grandes empresários (e nem os pequenos) contarem os seus segredos.

Porque alguém que não precisa de dinheiro resolve ensinar os outros cobrando valores exorbitantes?

Se fosse para contribuir com a formação de pessoas e buscar uma advocacia mais bem preparada poderia entregar esse conteúdo por valores mais acessíveis, não acha? (Usaremos “mais acessíveis” porque acreditamos que se for de graça ninguém vai prestar atenção, já que temos essa tendência de desprezar o que é gratuito).

Você, eu e todos os advogados do país quando compramos um curso voltado para isso, saímos do papel de juristas e viramos consumidores como qualquer pessoa.

Qualidade é um dos principais itens quando compramos algo e infelizmente isso não acontece com todos os cursos. Não recebemos o que foi prometido e podemos usar o Código de Defesa do Consumidor em nossa defesa.

Aparentemente, vender curso se tornou o plano B da maioria dos advogados.

Falei disso (Maico) nesse artigo aqui:

Você já pensou num plano B para sua advocacia.

Mas, ensinar, é muito mais do que escrever em um quadro branco e dizer meia dúzia de “técnicas”.

Empreender é muito mais do que vender cursos, é direcionar a sua advocacia para algo que realmente satisfaça as pessoas.

O próprio conceito de empreendedorismo nos remete à soluções inovadoras. Resolver problemas de terceiros de uma maneira inédita ou que se apoie em recursos ainda não utilizados.

Não é só “vender” um produto novo ou posar de advogado bem-sucedido, é preciso mostrar a inovação todo dia, na prática jurídica.

Ser advogado é bem mais trabalhoso do que quem está de fora imagina, a pressão do sucesso vem de todos os lados e muitos estão utilizando isso como gatilho mental para vender um “sucesso instantâneo”.

Advogado não é caixa eletrônico que se usa quando quer!

Muitos advogados não têm como se sustentar, tem diversos boletos para pagar por mês e a renda que conseguem com a advocacia é para sustentar a família.

Existe o ditado que diz que “em tempos de crise, uns choram e outros vendem lenços”, mas não precisa ser um lenço vendido excessivamente acima do preço e nem ser mágico, até porque milagres não existem e o que dá certo para um profissional e para um ramo do Direito pode não dar certo para outro.

Tudo isso é estudo, é definição de estratégia e passa pela realidade do profissional, não há como encaixar uma fórmula pronta.

A título de exemplo: adianta oferecer assessoria preventiva trabalhista para uma empresa que tem costume de não pagar corretamente seus funcionários ou cometer irregularidades no dia a dia? Quando chegar com essa proposta, provavelmente receberá uma bela risada como resposta… Então, não adianta comprar um curso de “como vender assessoria trabalhista” se você não tem público-alvo para isso.

Existe muito conteúdo bom e com preço justo no mercado, mas infelizmente muitas pessoas passaram a ver isso como um mercado sem fim e estão conseguindo dinheiro fácil em cima dos colegas de profissão.

Sim, existe isso na advocacia e também com dentistas, médicos, influencers, youtubers, cozinheiros, enfim, se tornou quase que universal.

Contudo, o que não pode acontecer é a venda do sucesso instantâneo e mágico, porque advocacia se constrói aos poucos, assim como qualquer outra atividade liberal que está estritamente vinculada à pessoa.

Para finalizar, fica a mensagem que deixamos lá no início do texto: SEJAM CÉTICOS!


Esse artigo foi escrito em colaboração entre os advogados Maico Volkmer e Alice Aquino, proposto por essa em razão de uma visão comum: a de que muitas pessoas estão se aproveitando dos colegas advogados, principalmente os mais jovens para faturar alto, sem entregar bons conteúdos em troca.

Leia com responsabilidade e senso crítico e use estas duas ferramentas também quando se deparar com promessas de alto retorno em curto espaço de tempo.

Você pode saber mais sobre a dra. Alice no site dela ou no perfil aqui do JusBrasil.

Se quiser saber mais sobre mim, no site.

15 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Parabéns Drs. Maico e Alice, realmente um ótimo artigo! Acredito que a venda de um "sucesso espontâneo" se tornou, infelizmente, uma prática bastante comum, ainda mais no contexto atual em que o conteúdo online está crescendo . Abraços! continuar lendo

Grato pelo comentário, Gustavo. Nosso objetivo é justamente fazer as pessoas refletirem e não acreditarem em tudo que veem e ouvem... continuar lendo

Obrigada Gustavo!

A internet trouxe a facilidade, mas também trouxe muita coisa que não tem qualidade.

Abraço! continuar lendo

Parabéns pelo artigo, Dr. Maico e Dra. Alice

A advocacia é algo que se constrói ao longo prazo, porém ficamos tão ansiosos com essas propagandas de curso nos prometendo sucesso imediato que esquecemos da realidade.

Já ouvi relatos de que o sucesso na advocacia é relativo, sendo que a maior parte só teve estabilidade com 4, 5 anos, alguns dizem que só depois dos 10 anos é que a vida como advogado começou a prosperar mesmo.

Sempre é bom buscar conhecimento sim de pessoas que, de fato, sabem do que estão falando e teve resultados com a advocacia, porém ceticismo sempre! continuar lendo

Obrigado, Dr. Rafael. É isso mesmo, ouço muitas pessoas falarem de algo em torno de 4, 5 anos para dar retorno e não existe receita pronta. Cada um tem seu modo de trabalhar e suas expectativas do que é sucesso. continuar lendo

Excelente texto.

Realmente no instagram está cheio de advogados oferecendo a fórmula mágica, seja ensinando como usar o marketing digital, usar o instagram ou os cursos práticas que prometem revolucionar a advocacia.

Inclusive tem um advogado x que no perfil vende cursos e dá dicas para aumentar números de clientes, como conseguir cobrar consulta, como produzir conteúdo na internet, etc. Por curiosidade fui olhar as redes socias do escritório do advogado e não encontrei nada dele aplicando o que assina, que garante que é segredo de sucesso.

Muitos colegas que estão desesperados (sem dinheiro e sem cliente) acabam comprando esses cursos acreditando que vão ter a solução dos seus problemas. A verdade é que você trabalhar por algo seu demora ter resultados, não existem milagres. continuar lendo

Obrigada Dra.!

Realmente o que mais vemos no Instagram é o "sucesso" em garrafa rs

Espero que isso um dia diminua e mostre a realidade. continuar lendo

Obrigado, Dra. Tatiane! Exato! Inclusive hoje temos muitas maneiras de saber se o que a pessoa fala é verdade ou não. Só se ilude quem não busca informação. E o retorno da advocacia não é do "dia para a noite". continuar lendo

Parabéns aos Drs. Mais um ótimo artigo.

Infelizmente, vivemos um período de "profissionais-atores", não só na advocacia, mas em várias outras áreas. Eles dizem o que os outros querem ouvir, ganhos estratosféricos em pouco tempo, "bastando que você siga as dicas simples".

Ora, sabemos que milagres não existem. Só mesmo com trabalho, estudo e dedicação que podemos crescer como profissionais. Não generalizo, obviamente. Há excelentes professores, palestrantes que, sem falsas promessas, passam conhecimentos extraordinários sobre as matérias, sem estrelismos, sem carro de luxo ao fundo e nem fachadas de mansões adquiridas com apenas um mês de trabalho.

Abraços. continuar lendo

Obrigada Wagner!

Também tenho visto em outros setores, o pessoal que trabalhava com marketing anos atrás estão reclamando que esse pessoal está atrapalhando muito quem realmente é bom.

Milagres não existem, mas bem que eu gostaria de um para que o pessoal que compra esses cursos acordassem rs

Abraços! continuar lendo

Concordo com você, Dr. Wagner! Não se restringe a advocacia. Fico na torcida para que esse texto faça as pessoas refletirem... continuar lendo